Cerca de 60 obras de Antonio Dias, artista paraibano falecido no mês passado, estão ao alcance do público na mostra “Antonio Dias — O ilusionista”, que o Museu de Arte Moderna inaugurou no último dia 22 de setembro.

 

Na mostra, que tem a curadoria de Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes, também serão exibidos retratos de Dias pintados por Angelo de Aquino, Carlos Vergara, Ivan Cardoso, Pablo di Giulio e Roberto Magalhães. Além de trabalhos que fazem parte do próprio acervo do museu, obras de Antonio Dias que integram a coleção de Gilberto Chateaubriand, em comodato no MAM desde 1993, compõem a exposição que passeia pelas decadas de 1960, 70 e 80 da produção do artista.

Antonio Dias aprendeu com o avô as técnicas elementares do desenho. No final da década de 1950, no Rio de Janeiro, trabalhou como desenhista de arquitetura e gráfico. Estudou com Oswaldo Goeldi (1895 – 1961) no Atelier Livre de Gravura da Escola Nacional de Belas Artes – Enba. Na década de 1960, incorporou palavras ou frases às obras. Em 1965, recebeu bolsa do governo francês e residiu até 1968 em Paris. Depois, mudou-se para Milão, onde mantém ateliê. Em 1971, editou o disco Record: The Space Between e inicia a série The Illustration of Art. Recebeu, em 1972, bolsa da Simon Guggenheim Foundation para trabalhar em Nova York. Em 1977, viajou para a Índia e o Nepal, onde estudou técnicas de produção de papel. Iniciou uma série de trabalhos que têm como suporte o papel artesanal, o qual se integra às obras pela textura e mistura de pigmentos que contém. Publicou em Katmandu o álbum Tramas, de xilografias. Em 1988, residiu em Berlim como bolsista do Deutscher Akademischer Austausch Dienst – DAAD [Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico]. Em 1992, tornou-se professor da Sommerakademie für bildende Kunst, em Salzburgo, Áustria, e, no ano seguinte da Staatliche Akademie der bildenden Künste, em Karlsruhe, Alemanha.

 

SERVIÇO:

Exposição: “O ILUSIONISTA” NO MAM-RJ

A exposição fica em cartaz até o próximo dia 11 de novembro de 2018.

Onde: Museu de Arte Moderna (MAM)

Endereço: Av. Infante Dom Henrique 85, Aterro do Flamengo — 3883-5600.

Horário: Ter a sex, do meio-dia às 18h. Sáb, dom e feriados, das 11h às 18h. Grátis (qua) e R$ 14. Aos domingos, ingresso-família (para até cinco pessoas): R$ 14.