A exposição “ARRUDA, Victor”, que homenageia o artista Victor Arruda, 70 anos, um dos grandes nomes da arte contemporânea. A exposição, que tem curadoria de Adolfo Montejo Navas, percorre os quase 50 anos de trajetória do artista, com cerca de cem trabalhos produzidos desde o início dos anos 1970 até 2018.

Victor Arruda é conhecido por sua pintura rude, bruta, sem concessões, com uma feroz crítica contra a hipocrisia e o abuso de poder, e a presença, desde sempre, de questões de gênero, com cenas explícitas de sexo. Para o artista, sua arte é conceitual, em que a “pornografia” (“nas aspas”, ele ressalta) e a agressividade estão a serviço da discussão de temas internos e também sociais, como o assédio denunciado na pintura “Salário mais justo”, de 1975. Suas obras estão em coleções importantes como a de Gilberto Chateaubriand, Luiz Schymura, João Sattamini, Hélio Portocarrero e a do crítico italiano Achille Bonito Oliva (1939), que conheceu seu trabalho por intermédio do artista Antonio Dias (1944)

Serviço:

Visitação: 17 março – 17 junho 2018

Horário: 15h. Ter a sex, das 12h às 18h; sáb, dom e fer. das 11h às 18h

Local: Museu de Arte Moderna

ENDEREÇO: Av. Infante Dom Henrique 85

TEL.: +55 (21) 3883-5600

Quanto: R$ 14. Qua: grátis. Dom, ingresso família (até cinco pessoas): R$14

Classificação: 18 Anos