A artista paulista, Malka Borenstein, traz a sua exposição no Rio, na Cândido Mendes. “Recortes” reúne uma instalação de pedaços de pinturas e três vídeos de sua performance Tinta.

– Essa instalação nasce quando descubro que a casa onde eu cresci vai ser demolida. Fiquei imaginando aquele espaço, as memórias e o corpo mesmo, em pedaços. Minha idéia de recortar as pinturas é para criar uma relação com o corpo e o espaço. Acabam surgindo formas estranhas e inesperadas, que lembram órgãos e membros do corpo, mas que não pretendem ser uma representação destes, diz Malka.

Exposição: Recortes

Desde o início de sua pesquisa, Malka interessa-se por questões da materialidade da pintura, estudando fluidez, densidades e, atualmente, experimentando recortes que delimitam formas, gestos e contornos. Já em os três vídeos de Tinta, a artista desenvolve três assuntos: o corpo engessado e moldado, camadas e contornos, e a morte do corpo. Para Malka, torna-se central questões que permeiam o corpo e sua potência.

 

Exposição: Recortes

Até 5 de junho de 2017

Galeria Cândido Mendes

Rua Joana Angélica, 63. Ipanema.

Horário: de segunda a sexta, das 14h às 20h; sábados, das 16h às 20h

Entrada Franca