Amanda Nakao desvela a alma, com nus femininos que expõem os gritos e os rugidos na forma de um protesto potencializado pela arte. A fragilidade e a força são marcas dessas composições visuais, inspiradas pelas conversas, trocas, depoimentos e afetos entre as modelos fotografadas.

Exposição “Rugidos Uterinos”

Não apenas rugidos, essa exposição eleva as vozes que gritam a intolerância e propõe uma cura, criando um lugar de liberdade e de expressão para o que é silenciado no corpo feminino.

 

 

Exposição “Rugidos Uterinos”

Centro Cultural Justiça Federal

Av. Rio Branco, 241 – Centro, Rio de Janeiro – RJ

Visitação: De 23/03 a 07/05/2017

Terça a domingo

12h às 19h

Gabinete de Fotografia