Privilégio à Palavra’ é poesia pura, expressa através de pinceis e tintas que homenageiam, em quatro painéis e tela de estilo naïf, nomes consagrados como os de Castro Alves, Cora Coralina, Olavo Bilac, Gonçalves Dias e Manoel de Barros. A artista Glória Barbosa inaugurou a exposição no seu ateliê no último dia 18 de novembro, quando acontece o evento ‘Vila Aberta#4’, que chega à sua quarta edição na charmosa Vila do Largo.

“Meu interesse pela poesia começou quando criança, ouvindo meu pai recitar. Em casa, na intimidade, ou, nas reuniões com amigos. Mais tarde, já no ginásio, minha admiração pelos poetas cresceu. Antologia aberta sobre a carteira, professora de português nos ensinando tão bem a interpretar e declamar poemas”, relembra Glória Barbosa.

O Brasil, tema recorrente no trabalho da artista, se faz presente desta vez representado pela grande poetisa goiana Cora Coralina, pelo surrealismo pantaneiro de Manoel de Barros, evocando temáticas inspiradas no escravagismo de Castro Alves e na exaltação ao índio – traço marcante da obra de Gonçalves Dias -, ou mesmo nas entrelinhas, embarcando no Parnasianismo de Olavo Bilac.

Glória Barbosa começou sua carreira como artista plástica em 1979, passando por várias influências e estilos. Hoje, o trabalho dela é voltado, em especial, para a figura humana e a pintura naïf. Em 1985, lançou o livro ‘Vozes e Imagens Perdidas’, editado pela Folha Carioca Editora Ltda. No mesmo ano, Carlos Drummond de Andrade elogiou o livro em uma carta, na qual o poeta ressalta a capacidade da autora de fixar as “(…) figuras do Brasil de ontem!”. ‘Rio em 450 cores’ foi a segunda exposição da artista no Museu Internacional de Arte Naïf, o Mian. Além desta exposição individual, Glória Barbosa participou da mostra coletiva intitulada ‘Rota Naïf Contemporânea’, que permaneceu no Museu de abril de 2014 a março de 2015. O acervo do Mian conta com três obras da artista: ‘Os Bondes’, ’31 de dezembro’ e ‘Anos dourados’. Ainda dentro das celebrações aos 450 anos da cidade, em fevereiro e março deste ano, Glória Barbosa foi convidada a expor 30 obras do Rio antigo no Sesc Engenho de Dentro. Em março de 2016, simultaneamente à inauguração do novo ateliê da artista, na casa 4 da Vila do Largo, Glória lançou o livro ‘Memórias contadas em Cores: um passeio pelo Rio das décadas de 1930, 40 e 50’.

 

Onde: Vila do Largo – Rua Gago Coutinho, 6 – Casa 4 – Laranjeiras – Rio de Janeiro

Quando: Até 26/12/2017. Visitação com a presença da artista todas as terças, das 10h às 16h. ‪‪‪‪‪

Quanto: Entrada franca

Informações: (21) 2512-1854/99258-7257 ou www.gloriabarbosa.com.br