Ricardo Nauenberg tem um extenso currículo em TV, cinema e design, mas no começo de sua formação artística a fotografia foi seu principal instrumento de trabalho. Em maio de 2015, ele decidiu voltar ao imediatismo do clique.

O cenário escolhido foi o subterrâneo da construção da Linha 4 do metrô carioca, inaugurada em agosto de 2016 para a Olimpíada: uma paisagem à qual o público não teve acesso e desapareceu definitivamente quando a obra ficou pronta.

Mostra 'Entre Terra' de Ricardo Nauenberg

Entre milhares de cliques, Nauenberg e o curador Marc Pottier escolheram 89 para compor a mostra Entre Terra, em cartaz no Centro Cultural Correios RJ, ocupando 600 metros quadrados de área expositiva. Acrescido de mais imagens, esse conjunto renderá também um livro a ser lançado no ano que vem.

As fotografias em cor e preto e branco não são sobre a obra de engenharia, mas sobre a capacidade de o homem interferir no meio ambiente. “Entre Terra” é um registro estético, distante do fotojornalismo. O que interessa a Nauenberg é, por exemplo, documentar uma paisagem transitória que ninguém captou, uma “Serra Pelada” submersa, como ele descreve. A lente de 600mm, que achata planos, e a 7mm, que distancia e cria linhas e perspectivas, foram sua escolha para se afastar do enfoque documental, jornalístico. Afinal, o que mais o atrai é a “interpretação do real” e não o factual.

 

Mostra ‘Entre Terra’ de Ricardo Nauenberg

Até 12 de março de 2017

De terça a domingo, das 12 às 19h

Grátis e livre

Centro Cultural Correios RJ

Rua Visconde de Itaboraí 20, Centro