O Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro apresenta, desde 6 de maio, passado, com entrada aberta ao público, a exposição “A volta das coleções do MAM”, com curadoria de Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes, que reúne quase 100 obras em séries, conjuntos, múltiplos, sequências e associações de 24 artistas de diferentes nacionalidades e gerações.

Para os curadores, a exposição permite ao visitante uma compreensão dos processos poéticos desses artistas. Os artistas presentes na exposição são: os brasileiros Alair Gomes (1921–1992), Antonio Dias (1944), Antonio Manuel (1947), Athos Bulcão (1918–2008), Geraldo de Barros (1923–1998), Cabelo (1967), Carlos Zilio (1944), Gilvan Samico (1928–2013), Ivan Grilo (1986), Jac Leirner (1960), Mário Fontenelle (1919–1986), Milton Machado (1947), Raymundo Collares (1944–1986), Rosangela Rennó (1962), Vicente de Mello (1967) e Waltercio Caldas (1946), os alemães Bernd (1931– 2007) & Hilla Becher (1934–2015), Grete Stern (1904–1999), Josef Albers (1888–1976), Wolf Vostell (1932–1998), a norte-americana Diane Arbus (1923–1971), o taiuanês Hsieh Tehching (1950) e o espanhol Juan Pratginestós (1951).

 

Museu de Arte Moderna – MAM

Av. Infante Dom Henrique, 85 – Aterro do Flamengo

Terça a sexta, de meio-dia 12h às 18h. Sábado, domingos e feriados, das 11h às 18h.

Grátis (diariamente, menores de 12 anos; e às quartas, para todos) e R$ 14,00. Aos domingos, ingressos-família (para até 5 pessoas) R$ 14,00.

Período: Até 24 setembro.